sexta-feira, 1 de junho de 2012

A Arte Rupestre


                                    

        Arte rupestre é uma das primeiras manifestações culturais da história da humanidade. Por meio de inscrições feitas em cavernas, os homens daquele tempo retrataram suas crenças, seus rituais, suas descobertas e seu cotidiano, utilizando extratos de plantas, carvão, sangue e fragmentos de rochas.
    Essas pinturas ilustram importantes momentos de revolução cultural. Nelas, é possível identificar, por exemplo, mudanças na busca pelo alimento: a coleta, as caçadas associadas a esse ato e, por fim, a agricultura. O mesmo ocorre com a descoberta e o aprimoramento técnico de utensílios e ferramentas de trabalho. Os rituais de adoração de deuses e a crença dos povos pré-históricos também podem ser mais bem compreendidos por meio desses registros. Muitas vezes, esses povos pintavam a flecha atingindo o animal, pois acreditavam no poder de seus desenhos para influenciar as caçadas.
               Propor discussões em sala sobre esses registros é uma das formas de introduzir com turmas de 3º a 5º ano conteúdos da Pré-História, como o surgimento do homem e as formas de organização dos primeiros grupos sociais. "Essa delimitação facilita o trabalho, pois o estudante pode identificar, nos desenhos, atividades que ele já conhece, como uma caçada, uma festa, uma dança ou um grupo de pessoas usando um barco ou pescando", explica Pedro Paulo Funari, doutor em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (USP) e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Embora os conteúdos relacionados à Pré-História sejam tradicionalmente ensinados nos anos finais do Ensino Fundamental, é possível abordá-los antes, de forma introdutória. Nessa etapa da escolaridade, o objetivo é propiciar à meninada contato com a diversidade no espaço e no tempo e promover a primeira aproximação com o assunto, que será retomado mais adiante. Não é preciso ater-se a questões ligadas à temporalidade. "Nessa idade, os estudantes podem ter dificuldade em fazer a distinção entre 5 ou 50 milhões de anos.
               Na prática, isso pode ser feito de várias maneiras, é claro. A professora Patrícia Yamamoto, da EM Tiradentes, em Niterói, na Grande Rio de Janeiro, escolheu as pinturas rupestres para desenvolver uma seqüência didática sobre a Pré-História com uma turma de 3º ano. Ela inseriu o conteúdo em seu planejamento ao perceber a confusão que os alunos faziam quando o assunto era a história antes da escrita. "Muitos achavam que o homem se abrigava nas cavernas para fugir dos dinossauros, um erro bastante comum entre os estudantes dessa faixa etária", explica. Inicialmente, ela selecionou imagens de pinturas encontradas em sítios arqueológicos no Brasil e no exterior, como o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, e o conhecido complexo das cavernas de Lascaux, no sudoeste da França, entre outros exemplos. Esses registros têm motivos diversos: formas humanas, animais, caçadas, colheitas, festas e rituais. Fazer uma boa seleção das imagens para mostrar para a turma é uma etapa fundamental do trabalho. É importante, ao escolher os materiais, atentar para a variedade de estilos de pintura, animais, objetos e situações retratadas.

Fonte de Pesquisa: http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/arte-rupestre-ajuda-entender-pre-historia-643068.shtml

Minhas Considerações

Ao escolher uma disciplina para trabalhar em meu projeto, optei pela história, sendo que é uma disciplina que me identifico bastante e também que trabalha bastante com a origem e a evolução do ser humano, logo em seguida fiz algumas reflexões sobre qual tema eu iria escolher e após algumas pesquisas decidi trabalhar com a arte rupestre.

Esse tipo de arte é o mais antigo da história, baseado principalmente em desenhos, pintura e representações artísticas gravadas em paredes e em cavernas. Esses desenhos retratavam a vida do homem primitivo, sua cultura e seu modo de viver, isto é através dessas pinturas podemos conhecer um pouco mais sobre o início da história do homem e suas atividades desenvolvidas naquela época, embora a figura humana fosse raramente retratada.
Neste texto podemos observar a importância de conhecermos um pouco da nossa história através da arte rupestre, outro elemento que me chamou a atenção neste texto, foi o fato dele citar como podemos trabalhar a arte rupestre durante uma aula, tirando as dúvidas dos alunos que às vezes não compreendem essa parte da nossa história.
Para mim, este texto deixa bem claro a relação que existe entre a “História e arte”, sendo que as duas se inter relacionam desde os nossos primórdios e ainda a disciplina de história pode desenvolver muito bem a conexão que existe entre a arte rupestre e a disciplina de artes visuais, de modo que a arte teve seu início através desses desenhos e pinturas que o homem desenvolveu na era das cavernas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário